sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Recuperação da Orla

Notícias

24/09/2009 15:25 | Ações de Governo

Governo lança primeiro caminhão de pedras para recuperar a Praia de Conceição da Barra

As famílias que vivem da pesca e do turismo na região da orla de Conceição da Barra comemoram o início de nova etapa de recuperação da praia. Durante a solenidade de autorização da execução dos trabalhos, que aconteceu nesta quinta-feira (24), no antigo bairro Bugia, à beira-mar, uma multidão de moradores do município compareceu para saudar o governador, já que a obra é uma antiga reivindicação da comunidade.

Estiveram presentes o governador Paulo Hartung, o vice governador, Ricardo Ferraço, o secretário dos Transportes e Obras Públicas, Neivaldo Bragato, o bispo de São Mateus, Dom Zanoni, o diretor em exercício do Departamento de Estradas de Rodagem, Élvio Sartório, o prefeito Jorge Donati, e demais autoridades.

Fotos: Thiago Guimarães/ Secom

Ricardo Ferraço, Paulo Hartung e Neivaldo Bragato.

A aluna Sarah de Paula Prates, 5 anos, da Escola Menino Jesus, leu uma carta de agradecimento pela obra, emocionando o governador. O público presente também assistiu a uma apresentação de dança afro-contemporânea, da escola de balé do projeto municipal de dança.

Na ocasião, Paulo Hartung dirigiu o primeiro caminhão que despejou as pedras para a construção das estruturas que vão possibilitar a recuperação da balneabilidade da praia de Conceição da Barra. Ao todo serão construídos um espigão, ao sul do trecho, e quatro quebra-mares, ao longo da praia, que vão proporcionar o acúmulo de areia e proteger a restauração.

"Todos estamos tomados por uma emoção muito grande. Essa manifestação de carinho e confiança da população da Barra realmente nos dá muita energia para seguirmos firme com o trabalho sério que o Governo do Estado conduz na administração do Espírito Santo. Conceição da Barra é um município que vive praticamente do turismo, do comércio e da exploração do litoral. A destruição significa para o município desemprego e sérios prejuízos para a comunidade", destaca o vice-governador, Ricardo Ferraço, que coordena o Programa Capixaba de Investimentos Públicos e Empregos.

"Para chegarmos aqui hoje, no dia de iniciar efetivamente a obra de recuperação da orla e da Bugia, foi necessário um esforço muito grande. Ela não começou ontem. Estamos há dois anos trabalhando nesse projeto para garantir que a obra tenha vida longa, do tamanho da expectativa das tantas gerações de capixabas que esperaram por ela. O que vai ser empregado aqui reúne o que há de mais eficiente para intervenções desta natureza. Nossa alegria não está simplesmente com a realização da obra de engenharia, mas sim no que ela vai proporcionar, a recuperação da confiança, da esperança e da auto-estima dos capixabas de Conceição da Barra", completa Ricardo.

O governador Paulo Hartung ressaltou o volume expressivo de recursos investido nas obras de recuperação da Bugia. Hartung afirmou que as obras irão devolver a auto-estima e reforçam os laços de confiança entre a população e o Governo do Estado. O governador também destacou que as obras vão contribuir decisivamente para a revitalização do turismo no município.

“Devido aos problemas causados pela erosão da praia, a economia e o turismo de Conceição da Barra acabaram sofrendo impactos negativos ao longo dos últimos anos. A recuperação da Bugia vai devolver o dinamismo ao município, que é conhecido no Brasil inteiro por suas belezas naturais e pela receptividade de sua gente”, afirmou o governador.

Hartung pediu que a empresa responsável pelas obras contratasse os trabalhadores na própria região, contribuindo para a geração de emprego e renda no município. “A recuperação da Bugia é uma obra que irá gerar muitos empregos durante sua execução e mais ainda após a sua concretização, já que o turismo é uma das atividades que mais geram postos de trabalho e renda para a nossa população”, disse.

O governador ficou emocionado ao ouvir a carta escrita pela menina Sara de Paula, de apenas cinco anos. “A grande obra de nosso tempo é aquela que pavimenta o caminho do conhecimento, que liberta da escuridão, da ignorância, e abre portas e janelas de oportunidades para os jovens. Muito obrigado aos professores e alunos que vieram me receber e muito obrigado à pequena Sara, que me emocionou profundamente. Você, Sara, é um exemplo. Queremos ver no Espírito Santo cada vez mais crianças com a sua idade já alfabetizadas e trilhando o caminho do saber”, afirmou.

Restauração

Daniel Simões/ Seg

A formação arredondada dos quebra-mares tem por função suavizar o fluxo das correntes inibindo a formação de pontos perigosos para os usuários da praia. O projeto foi desenvolvido com base nos estudos em modelagem matemática e em levantamentos realizados no local.

Conceitualmente a restauração da região será realizada com a reposição de areia ao longo de 1.700 metros de praia, contida por cinco estruturas de enrocamento, distribuídas de tal forma que permitam a restauração de uma faixa de praia suficientemente larga para propiciar balneabilidade.

Daniel Simões/ Seg

A faixa de areia terá largura de aproximadamente 50 metros, o que é largo o suficiente para permitir que a praia seja freqüentada com conforto pelos banhistas. Para tanto, será depositado um volume aproximado de 1,1 milhões de metros cúbicos de areia para engordamento da faixa de areia.

Para a elaboração do projeto, foi realizado um detalhado e criterioso estudo que verificou o comportamento do clima de ondas na região desde o ano de 1991. Isso permitiu concluir que houve mudança no clima de ondas. Na década de 80, o transporte litorâneo era de norte para sul. Na década de 90, mudou de sul para norte. Esses fatores conjugados com ocupação da cidade e o aquecimento global (El Niño) provocaram forte crescimento na energia da onda.

Como conseqüência, houve mais transporte de material e destruição das casas construídas no estirâncio de praia (faixa de areia da praia).

É importante ressaltar que o estudo considerou o aumento do nível médio do mar em função do aquecimento global;

O projeto desenvolvido pelo INPH aponta a solução definitiva para estancar o processo erosivo; engordar a faixa de praia; melhorar a balneabilidade, oferecendo faixa de praia em torno de 40 metros.

As estruturas de enrocamento terão a finalidade principal de retenção das areias que serão depositadas entre elas e a linha de costa; proteção do litoral contra os ataques das ondas desde o espigão Sul até o quarto promontório ao norte.

Confira mais fotos:
Crédito: Thiago Guimarães/ Secom

Leia ainda:
Conceição da Barra: população está ansiosa e confiante nas obras de recuperação da praia

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação e Marketing do DER-ES
Valéria Morgado
Tels: 27 3381 6565 / 9941 5759
E-mail: comunicacao@der.es.gov.br/ valmorgado@gmail.com

Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado dos Transportes e Obras Públicas (Setop)
Adriano Pimenta
Tel.: 3132-5517 / 9728-0746
e-mail: adriano.pimenta@setop.es.gov.br

Assessoria de Comunicação da Vice-governadoria
Karyna Amorim/Léo Júnior
27 9942-9616 / 3321-3633

Assessoria de Imprensa do Governo do Estado do Espírito Santo
Daniel Simões
27- 3321 3692 /9941 3723

Um comentário:

bombeiro disse...

Estou torcendo por vcs!